QUEM É O LEIGO CARMELITA MISSIONÁRIO:

Missão:

Somos leigos e leigas Carmelitas Missionários, vivemos a espiritualidade da pequena via de Santa Teresa do Menino Jesus e revelamos ao mundo o amor misericordioso de Deus, inspirados no carisma de Madre Crucifixa e Padre Lourenço.



O CARMELO

"O Carmelo é uma riqueza para todas as comunidades cristãs".

João Paulo II


Carmelo significa “Jardim”. Geograficamente é uma cadeia de colinas, próxima à atual cidade de Haifa (antiga Porfíria), em Israel. Os fenícios haviam erguido aí um altar a Baal, invocando proteção para suas viagens. O culto a esse deus pagão, propagado pela ímpia Jesabel, esposa do rei Acab, recebeu a forte oposição do Profeta Elias. Diz a tradição que Elias se estabeleceu em uma gruta no Monte Carmelo. Tornou-se ele o grande solitário que, em espírito de penitencia, combateu os profetas pagãos e defendeu o monoteísmo.

A Ordem Carmelita é uma Ordem Religiosa Católica de Homens e Mulheres que, inspirados pelo espírito do Profeta Elias e da Bem-Aventurada Virgem Maria, tentam viver uma vida no seguimento de Jesus Cristo através da Contemplação, Fraternidade e Serviço no meio do povo.



OS LEIGOS CARMELITAS MISSIONÁRIOS

O leigo Carmelita Missionário é o fiel (leigo) que, chamado por Deus, e em conformidade com seu estado de vida, faz parte de uma Fraternidade que partilha o carisma da Congregação das Irmãs Carmelitas Missionárias de Santa Teresa do Menino Jesus, numa eclesiologia de comunhão e no espírito da Regra do Carmo. A participação na Fraternidade, constitui, pois, um “itinerário espiritual e formativo”, oferecido aos que se sentem atraídos pelo desejo de viver a espiritualidade e o carisma Carmelita Missionário de Santa Teresa do Menino Jesus.



ORGANIZAÇÃO E FUNCIONAMENTO

Participam da Fraternidade leigos e leigas que estejam dispostos a viver a fé da Igreja Católica Apostólica Romana. Para iniciar ou inserir-se na Fraternidade, requer o preenchimento de uma ficha de adesão assinada pelo(a) candidato(a). Os novos membros são acompanhados por leigos(as) de mais caminhada na Fraternidade, designados pelo grupo. A Fraternidade participa gradualmente dos momentos celebrativos da Comunidade Religiosa, conforme possibilidades de cada um. Cada Fraternidade elege sua própria coordenação. Os conteúdos formativos estão descritos no projeto; cada grupo se reúne para a formação conforme itinerário e calendário específico. Os Grupos seguem as etapas específicas descritas no itinerário formativo, sempre ao final de uma etapa, em rito próprio, acontece a cerimônia de passagem para a etapa seguinte, conforme critérios descritos no projeto do grupo.

As reuniões da Fraternidade são definidas pelo grupo, durante as quais, além dos períodos de formação e espiritualidade, todos tem a oportunidade de se encontrarem e fortalecer os laços fraternos.