SERVIÇO DE ANIMAÇÃO VOCACIONAL (SAV)

O Secretariado Vocacional (SV) é um departamento da congregação religiosa ou diocese, responsável pela Animação Vocacional (AV). Ele fica localizado em uma casa equipada com os recursos exigidos pela missão e suas atividades inerentes. Alguns o denominam de Serviço de Animação Vocacional (SAV).

Na província Santa Teresa de Lisieux, a Pastoral Vocacional é desenvolvida segundo o Plano de Formação Provincial de forma dinâmica, articulada pela Promotora Vocacional Provincial e as Comunidades através das Animadoras Vocacionais Locais. Busca integrar e articular a Pastoral Vocacional às demais Pastorais e organismos em nível de Paróquia e/ou Diocese, sobretudo, a Pastoral da Juventude.

A Pastoral vocacional é o momento inicial onde se enfatiza a descoberta e a orientação para que a jovem interrogue-se sobre uma vocação especifica, buscando descobrir o seu “lugar e Missão na Igreja e no Mundo”. O trabalho é realizado em três etapas.

A Animação Vocacional é o serviço, onde se enfatiza a descoberta e a orientação para que os jovens interroguem-se sobre uma vocação especifica, buscando descobrir o seu “lugar e missão na Igreja e no Mundo”.

OBJETIVO GERAL:
Oferecer aos jovens a possibilidade de conhecer e fazer experiência da vocação humana e cristã, a fim de que descubram o projeto de Deus sobre eles e respondam com liberdade e consciência ao chamado. O trabalho é realizado nas seguintes etapas: Despertar, discernir, cultivar ou desenvolver, e acompanhar para opção.

animacao vocacional
animacao vocacional

DESPERTAR

O Serviço de Animação Vocacional (SAV) quer levar todas as pessoas que fazem parte da comunidade cristã a tomar consciência de que são chamadas pelo Pai, por meio de Jesus Cristo, na ação do Espírito Santo, para uma missão bem específica na Igreja.

Esta etapa do trabalho vocacional acontece progressivamente e simultaneamente em três níveis: Antes de tudo é preciso despertar para a dimensão humana da vocação. Nosso primeiro chamado é para a vida – ser pessoa, cultivando aqueles valores que caracterizam o ser humano como tal. Segundo, diz respeito à dimensão cristã da vocação. Trata-se de despertar para a vivência do compromisso batismal, para o exercício fiel da missão que nasce a partir do batismo que recebemos. O terceiro, refere-se à dimensão eclesial da vocação. É preciso despertar para a concretização do compromisso batismal. Ajudar as pessoas perceberem que não é possível ser cristãos de forma “genérica”, é preciso assumir compromissos concretos. Serviços específicos, dentro da comunidade.

ACOMPANHAR

Esta etapa tem como objetivo “acompanhar o processo de opção vocacional consciente e livre” da vocacionada. É dirigida de modo particular, mesmo que não exclusivo, as jovens que manifestam interesse em abraçar a vida religiosa. Mediante uma programação específica a jovem que quer ser carmelita missionária é acompanhada para clarear ainda mais a sua opção.

discernir
discernir

DISCERNIR

O discernimento é o ponto central do acompanhamento: especifica e personaliza, permitindo o esclarecimento e o amadurecimento vocacional. Consiste em um processo vivido pela pessoa que, sentindo-se chamada por Deus e interpelada pelas necessidades do chamado e das respostas com a ajuda de alguém que a acompanhe pessoalmente. É quando a jovem conhecendo outras propostas, decide ser Carmelita Missionária.

OPTAR

É o momento significativo no qual a jovem, depois de ter concluído as etapas precedentes e se identificam com o Carisma e a Espiritualidade da Congregação, é encaminhada para iniciar gradualmente uma experiência concreta em uma das comunidades da Congregação.

animacao vocacional

SECRETARIADO ANIMAÇÃO VOCACIONAL – (SAV)

Endereço: Rua Afonso Rato, 1125 | CEP 38060-040 – Uberaba MG

E-mail: vocacio@carmelitasmissionarias.com.br

Animadora Vocacional

Ir.Sônia Angélica Lima Oliveira