No 12º ano de Beatificação da Fundadora da Congregação das Irmãs Carmelitas Missionárias de Santa Teresa do Menino Jesus,  nos alegramos pelas  suas virtudes deixando no coração de todos uma viva recordação do seu amor e da sua santidade.

A Madre Maria Crucifixa foi uma mulher simples e forte, imbuída pelo amor de Deus, toda propensa para o céu, mas atenta a inclinar-se sobre a terra, em particular sobre a humanidade sofredora e necessitada. Ela soube haurir da sua fé profunda e do amor apaixonado à Eucaristia inspiração e alimento contínuo para a sua busca de santidade. A beata Madre Curcio soube conjugar, nos gestos ordinários da sua vida quotidiana, a oração com a ação, sendo esta última entendida como recuperação dos últimos, e mais precisamente, como acolhimento e formação da juventude mais abandonada. Precisamente por esta sua normalidade e concretude é um modelo no qual inspirar-se nos dias de hoje, pois a sua mensagem é de grande atualidade.

Nesse dia em que fazemos memória de sua beatificação, celebramos também o dia da fraternidade em todas as casas  da Congregação.